terça-feira, 23 de setembro de 2008

MP deduz acusação ao adepto "diabo"

O Ministério Público acusou o adepto que agrediu o árbitro assistente no Benfica-Porto dos crimes de ofensa à integridade física qualificada e de invasão de área de espectáculo desportivo.
A informação foi disponibilizada no site da Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa do Ministério Público e acrescenta que o primeiro crime é punível com pena de prisão até quatro anos, e o segundo até um ano. Carlos Bernardo Santos, adepto do Benfica que entrou em campo aos 19 minutos do encontro, da 2ª jornada da Liga, atingindo o árbitro assistente no pescoço, pode ainda ser alvo de «interdição de acesso a recintos desportivos na modalidade em que ocorreram os factos, por um período de um a cinco anos.»
A acusação foi deduzida no passado dia 17, «em processo abreviado, nos serviços do Ministério Público do tribunal de Pequena Instância Criminal de Lisboa».
O Benfica foi já multado em 1500 euros pela Comissão Disciplinar da Liga na sequência do incidente.

3 comentários:

CAROLINA disse...

nÃO TENS COMENTÁRIOS?
POIS QUEM TE PASSA CARTÃO?
sÓ SE FOREM OS RABETAS DOS SUPER LADRÕES.

Chalana disse...

olha um rabeta do NNGays por aqui

vê lá se aprendes qualquer coisinha

Anónimo disse...

Este Blog, tem uma unica intencao, lancar mentiras com um fim em mente.

Tenta por todos os meios difamar os seus odios de estimacao.