quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Agremiação corrupta premeia os seus

Agradecimento pelos valorosos serviços prestados:
"Olegário Benquerença, Pedro Proença, Lucilio Baptista e Bruno Paixão foram hoje nomeados pela UEFA para participarem no curso avançado para árbitros de Elite e Primeira Categoria, iniciativa que reúne os melhores profissionais da Europa."
(em 'desporto.sapo.pt')

elite
(francês élite)
s. f.
1. O que há de melhor e se valoriza mais (numa sociedade).
2. Minoria social que se considera prestigiosa e que por isso detém algum poder e influência.
(em 'dicionário 'priberam' da língua portuguesa)
será que este conjunto de árbitros, agora nomeados pela 'uefa' para participar num curso avançado, é uma 'elite' do tipo 'o que há de melhor e se valoriza mais (numa sociedade)' ou cai, pelo contrário naquela outra 'minoria social que se considera prestigiosa e que por isso detém algum poder e influência'?..."

retirado daqui e enviado por Off

16 comentários:

Tasqueiro Emigrante disse...

O Testamento que Salazar deixou ao Benfica:

http://tascadepalmeira.blogspot.com/

Anónimo disse...

Eu sei que o peso da derrota e um fardo duro de carregar!!! E mais duro é ainda quando se sobe muito e o tombo se torna maior... Mas infelizmente tenho que acrescentar isto, que é fundamental para vos definir a vós portistas!!!
Na historia do futebol português quem foi acusado e condenado por corrupção foram vocês!O juízes deste pais são uma cambada de políticos mal formados e desenvergonhados que não querem saber de justiça para nada.
Depois das escutas no you tube penso que esta tudo dito em relação a vossa seriedade e a dos juízes do Porto! Quando falam de vale e Azevedo só burros como vocês é que o podem mencionar numa tentativa frustrada de nós atingir... e nem sequer reparam que foi um fardo para todos os benfiquistas e que foi na historia do Benfica o pior que podia ter acontecido a um tão grande clube de nível mundial, e penso que e unânime este sentimento na nossa nação!
Quanto a aquilo que vocês sentem por nós... raiva, desprezo ou ódio??? para nós... basta puxar o autoclismo e la vão vocês e vossos pensamentos invejosos e racistas para o esgoto onde podiam construir lá as vossa moradias que nem a luz do sol merecem! A cada vez que respiram é um crime para com a humanidade.
Com tudo desejo-vós uma vida cheia de coisas boas ... mas que seja no inferno, porque não há lugar para gente tão reles e malformada como os portistas em Portugal ou no mundo... O governo tal como disse Pinto da Costa devia tomar de facto uma posição... Devia pura e simplesmente acabar e extinguir a maior nódoa do futebol Mundial que nos envergonha a todos... como Portugueses que somos e famosos pela nossa dignidade e seriedade...
ACABEM COM A ESCUMALHA JÁ SR: PRIMEIRO MINISTRO!
Um benfiquista serio e digno que luta todos os dias na defesa da verdade e da liberdade e da igualdade!

Anónimo disse...

e as afirmações do gaspar ramos a dar a entender que o benfique não devia ir por caminhos onde também tem telhados de vidro ...

Anónimo disse...

O Benfica tinha telhados de vidro, infelizmente o Porto partiu o telhado todo!

Anónimo disse...

Meus amigos, leiam bem: foram premiados pela UEFA, pela UEFA, repito. A UEFA contra o FCPORTO? É isso? é isso que querem dizer?? o mundo contra o FCPORTO??? vocês é que instalam a guerra e tem sido sempre assim nas últimas décadas quando o FCPORTO está em risco de perder...

Margarida Monteiro disse...

Hoje em dia benfica é sinónimo de corrupção e jogadas obscuras

Cristo disse...

O primeiro Anónimo é muito engraçado. É adepto de um clube que viu um ex-presidente ser preso (lembras-te de quando bateste palmas ao Vale, Anónimo?, ou andas a precisar de tomar Fósforo?). Esta gente fala como se não tivesse andado a ser liderada por um futuro presidiário. Com que moral? E já agora, não te incomoda que o teu treinador e director desportivo andem no túnel do teu clube a ameaçar jogadores? É que eu sou portista e nunca gostei do guarda Abel

Anónimo disse...

Negócio Cissokho sob investigação
DEMASIADOS EMPRESÁRIOS ENVOLVIDOS NO PROCESSO







A Federação Francesa de Futebol está a investigar a transferência de Cissokho do FC Porto para o Lyon, noticiou ontem o jornal "L'Équipe". O motivo é o excesso de empresários que estiveram mandatados para intermediar a operação que custou 15 milhões de euros aos gauleses.

Fabien Petit, Frédéric Guerra, Christophe Mongai e Roger Boli foram os agentes envolvidos na operação, facto que mereceu a atenção da federação local, que já ouviu o jogador e quer perceber todos os contornos do negócio.

Anónimo disse...

.

Somando todos os valores chegamos a um custo astronómico, que os bolsos dos contribuintes tiveram de assumir por causa do Estádio do Dragão:

Apoios Directos por parte do Estado: 137,6 Milhões de euros
Apoios Indirectos por parte da C. M. Porto: 88,4 Milhões de euros
Apoios Ocultados por parte da C. M. Porto: 28,5 Milhões de euros
Apoios por parte da Metro do Porto: 25 Milhões de euros

Total (a preços de 2004): 279,5 Milhões de euros
Total (a preços correntes): 310 Milhões de euros!!!!

Anónimo disse...

Afinal a queixa partiu dos ofendidos
PGR CORRIGE INFORMAÇÃO SOBRE O CASO TÚNEL DA LUZ







A Procuradoria-Geral da República corrigiu esta quinta-feira a informação de que a Liga Portuguesa de Futebol Profissional tinha apresentado uma queixa-crime sobre os incidentes no túnel da Luz, referindo que a mesma partiu dos ofendidos.

Inicialmente uma fonte do gabinete de imprensa da PGR tinha dito à agência Lusa que o Departamento de Investigação e Acção Penal de Lisboa estava a investigar os incidentes registados após o último Benfica-FC Porto, na sequência de uma queixa-crime apresentada pela Liga.

A informação foi posteriormente corrigida pela mesma fonte, que confirmou a existência da queixa, mas adiantou que a mesma pertenceu aos ofendidos nos incidentes ocorridos em 20 de dezembro no túnel do Estádio da Luz.

De acordo com a fonte, que não identificou os autores da queixa, nem os seus alvos, "o processo encontra-se pendente na 11.ª secção e em investigação no órgão de Polícia Criminal".

Os factos terão ocorrido no final do encontro entre o Benfica e o FC Porto (1-0), quando os jogadores portistas Hulk e Sapunaru alegadamente se envolveram em incidentes com seguranças no túnel de acesso aos balneários.

Os dois jogadores foram suspensos e, entretanto, a Comissão Disciplinar da Liga anunciou ter instaurado processos aos futebolistas, aos dois clubes e ao árbitro da partida, Lucílio Baptista, por "alegada violação do segredo processual", depois de uma análise a intervenções públicas e ou notícias publicadas em diversos órgãos de comunicação social.

Pouco dias depois, foram divulgadas, pela Agência Lusa, imagens de incidentes num jogo entre as duas equipas, disputado em agosto de 2008.

De acordo com fonte da PGR, não foi aberto qualquer processo sobre os referidos incidentes e, "tratando-se de ofensa à integridade física simples, o procedimento criminal depende de queixa

Anónimo disse...

Futebol > Nacional > LIGA SAGRES > Porto





Liga suspende Pinto da Costa por 3 meses
POR INCUMPRIMENTO DA PENA APLICADA NO ÂMBITO DO "APITO FINAL"








A Comissão Disciplinar da Liga suspendeu Pinto da Costa por 3 meses, pelo incumprimento da pena de suspensão aplicada no âmbito dos processos disciplinares relativos ao "Apito Final".
Em causa estão as declarações proferidas por Pinto da Costa na qualidade de presidente da SAD do FC Porto "sobre a competição desportiva Liga Sagres organizada pela LPFP no dia 1 de outubro de 2009, por ocasião do Simpósio Internacional de Futebol, na Maia, e no dia 5 do mesmo mês, na comemoração do 75.º aniversário do Futebol Clube de Infesta, e divulgadas pelos órgãos de comunicação social".

Pinto da Costa fica assim impedido de exercer as funções de dirigente no âmbito da competição desportiva durante três meses e terá ainda de pagar 1.500 euros de multa.

Anónimo disse...

Futebol: Apito Final - FC Porto perde seis pontos, Pinto da Costa suspenso por dois anos, Boavista despromovido
09 de Maio de 2008, 16:30
Porto, 09 Mai (Lusa) - O FC Porto foi hoje punido com a perda de seis pontos e o seu presidente, Pinto da Costa, suspenso por dois anos, enquanto o Boavista foi condenado à descida de divisão, no âmbito do processo Apito Final, sobre corrupção no futebol.

A decisão foi anunciada por Ricardo Costa, presidente da Comissão Disciplinar (CD) da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP).

A CD puniu também João Loureiro, antigo presidente da SAD do Boavista, com uma suspensão de quatro anos e uma multa de 25.000 euros.

Além da perda de seis pontos, o FC Porto foi punido com uma multa total de 150.000 euros, e Pinto da Costa condenado ao pagamento de 10.000 euros, na sequência de dois processos instaurados pela LPFP, por corrupção tentada, que condenaram ainda os árbitros Jacinto Paixão (quatro anos), José Chilrito e Manuel Quadrado (dois anos e meio).

O Boavista foi igualmente punido, em cúmulo jurídico, com uma multa de 180.000.

Num dos sete processos disciplinares abertos pela LPFP, a União de Leiria, já despromovida à Liga de Honra, foi punida com subtracção de três pontos e condenada ao pagamento de uma multa de 40.000 euros, enquanto o seu presidente, João Bartolomeu, suspenso por um ano.

Todas as decisões são passíveis de recurso para o Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol.

O processo "Apito Final" foi instaurado pela CD da LPFP na sequência do processo judicial por corrupção no futebol conhecido por "Apito Dourado" e envolveu o FC Porto, Boavista e a União Leiria bem como o actual presidente portista, Pinto da Costa, e o anterior líder boavisteiro João Loureiro.

O FC Porto, tricampeão nacional era acusado de tentativa de corrupção ao árbitro de dois jogos - com o Beira-Mar e Estrela da Amadora, na época 2003/04 - incorrendo por isso numa penalização de perda de seis pontos, enquanto Pinto da Costa podia ser suspenso por um período entre seis meses e dois anos.

O Boavista foi acusado de coacção sobre a equipa de arbitragem de três jogos disputados no mesma época - com o Benfica, Belenenses e Académica - podendo ser condenado à despromoção à Liga de Honra, enquanto João Loureiro incorre numa pena de suspensão por dois anos.

A União de Leiria era acusada de corrupção sob a forma tentada e arrisca três pontos pelo jogo em casa com o Belenenses na época de 2003/2004 enquanto o seu presidente João Bartolomeu uma suspensão igualmente de seis meses a dois anos.

AO/VR

Lusa/fim

Anónimo disse...

Futebol: Apito Final - FC Porto perde seis pontos, Pinto da Costa suspenso por dois anos, Boavista despromovido
09 de Maio de 2008, 16:30
Porto, 09 Mai (Lusa) - O FC Porto foi hoje punido com a perda de seis pontos e o seu presidente, Pinto da Costa, suspenso por dois anos, enquanto o Boavista foi condenado à descida de divisão, no âmbito do processo Apito Final, sobre corrupção no futebol.

A decisão foi anunciada por Ricardo Costa, presidente da Comissão Disciplinar (CD) da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP).

A CD puniu também João Loureiro, antigo presidente da SAD do Boavista, com uma suspensão de quatro anos e uma multa de 25.000 euros.

Além da perda de seis pontos, o FC Porto foi punido com uma multa total de 150.000 euros, e Pinto da Costa condenado ao pagamento de 10.000 euros, na sequência de dois processos instaurados pela LPFP, por corrupção tentada, que condenaram ainda os árbitros Jacinto Paixão (quatro anos), José Chilrito e Manuel Quadrado (dois anos e meio).

O Boavista foi igualmente punido, em cúmulo jurídico, com uma multa de 180.000.

Num dos sete processos disciplinares abertos pela LPFP, a União de Leiria, já despromovida à Liga de Honra, foi punida com subtracção de três pontos e condenada ao pagamento de uma multa de 40.000 euros, enquanto o seu presidente, João Bartolomeu, suspenso por um ano.

Todas as decisões são passíveis de recurso para o Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol.

O processo "Apito Final" foi instaurado pela CD da LPFP na sequência do processo judicial por corrupção no futebol conhecido por "Apito Dourado" e envolveu o FC Porto, Boavista e a União Leiria bem como o actual presidente portista, Pinto da Costa, e o anterior líder boavisteiro João Loureiro.

O FC Porto, tricampeão nacional era acusado de tentativa de corrupção ao árbitro de dois jogos - com o Beira-Mar e Estrela da Amadora, na época 2003/04 - incorrendo por isso numa penalização de perda de seis pontos, enquanto Pinto da Costa podia ser suspenso por um período entre seis meses e dois anos.

O Boavista foi acusado de coacção sobre a equipa de arbitragem de três jogos disputados no mesma época - com o Benfica, Belenenses e Académica - podendo ser condenado à despromoção à Liga de Honra, enquanto João Loureiro incorre numa pena de suspensão por dois anos.

A União de Leiria era acusada de corrupção sob a forma tentada e arrisca três pontos pelo jogo em casa com o Belenenses na época de 2003/2004 enquanto o seu presidente João Bartolomeu uma suspensão igualmente de seis meses a dois anos.

AO/VR

Lusa/fim

Anónimo disse...

Futebol Nacional
Ricardo Costa: Decisões do processo Apito Final foram "exaustivamente fundamentadas"
O presidente da CD da Liga afirma estar de consciência tranquila, sublinhando que se trata de uma decisão inatacável do ponto de vista jurídico.
2009-12-31 12:57:28

sales disse...

vocês são o povo mais ridiculo de Portugal. Vivem e passam o tempo a berrar pelos estádios o nome do Benfica. E agora que ao fim de alguns anos não se vêm por cima de toda a gente recorrem em unissono ao mesmo argumento: os arbitros, corrupção etc. É assim eu não vou dizer k o Benfica não tem sido beneficiado em alguns jogos, mas tem-o sido da mesma forma que é prejudicado noutros. Da mesma forma que o Porto ganhou os ultimos 4 campeonatos da mesma forma (isenta). Lembrem-se antes de falar e de fazerm blogs destes quem é que historicamente tem sido mais alegadamente corrupto ao longo destes ultimos 15 anos... Não sejam tendenciosos.

UM GRANDE BENFIQUISTA

Anónimo disse...

Quem é que ganhou dragom de estanho desta vez???