quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Nem pagam aos empreiteiros

"O antigo vice-presidente do Benfica responsável pelo património Mário Dias vai ser inquirido a 09 de Abril como testemunha do clube no processo movido pela Britalar, por alegadas obras adicionais não contratualizadas na construção do centro de estágio.

Fonte judicial confirmou à agência Lusa que Mário Dias, radicado em Angola, será ouvido às 10h na 13.ª Vara do Tribunal Cível de Lisboa, no palácio da Justiça, em mais uma audiência da acção em que a Britalar reclama mais de 1,6 milhões de euros em obras alegadamente executadas e que não estavam previstas no contrato de empreitada do centro de estágio do Benfica, no Seixal.

Por entender que não há lugar a pagamentos adicionais à Britalar, a Benfica SAD também accionou a empresa de António Salvador, presidente do Sporting de Braga, que depôs na primeira sessão, realizada a 02 de Junho de 2009.

Nessa audiência, estava previsto o depoimento da parte de Luís Filipe Vieira, mas o presidente da Benfica SAD não compareceu “por motivos imprevistos e inadiáveis”, como determinou o juiz Nuno Salpico que ficasse exarado.

A inquirição de Luís Filipe Vieira na qualidade de representante legal do réu ficou programada para 18 de Junho. No entanto, os advogados da Britalar e da Benfica SAD apresentaram pedido de suspensão por um período de 30 dias na tentativa de chegarem a um acordo.

A Benfica SAD recusou um acordo com a Britalar e tentou-se um compromisso arbitral, designando um tribunal competente, o que não foi possível.

Como o entendimento não foi possível, o juiz agendou novas audiências, com o presidente da Benfica SAD a prestar declarações a 17 de Novembro de 2009, numa sessão em que Luís Filipe Vieira pediu aos jornalistas para não assistirem.

O centro de estágio do Benfica foi inicialmente orçado em 12,96 milhões de euros, em meados de 2004, empreitada adjudicada à Britalar.

Mais tarde, o contrato estabelecido entre Benfica SAD e Britalar foi renegociado em mais 2,5 milhões de euros, mas, como disse António Salvador na primeira audiência, o Benfica apresentou mais projectos de especialidade em Janeiro de 2005.

A Britalar comunicou à Benfica SAD que a adjudicação teria de ser feita mediante o pagamento de mais três milhões de euros e, já com as obras do complexo a decorrerem, António Salvador reuniu-se com Luís Filipe Vieira e Mário Dias, que se comprometeram a negociar essa verba adicional num jantar.

Nesse encontro, as partes acordaram que o montante seria reduzido de três para 2,5 milhões de euros, mas, como vincou António Salvador em tribunal, o acordo apenas foi reduzido a contrato “quase dois meses depois”.

Contudo, a Britalar reclama mais 1,6 milhões de euros em obras alegadamente executadas e que não estavam contratualizadas, enquanto o Benfica opôs-se e também constituiu a empresa como réu. "

6 comentários:

Anónimo disse...

Hahaha.... Tu és mesmo um cómico!!! E ainda a gajos como o tasqueiro a dizer que os benfas e que comem e engolem tudo...lol 5000 vezes

O Porto é o maior, carago! disse...

Como é que eles hão-de pagar se já estouraram todo o dinheiro que tinham em jogadores? Consta que o patrocínio da Coca-Cola para os próximos 10 anos já foi todo gasto para pagar dívidas, portanto, há muita gente que ainda tem dinheiro a receber do clube que vai ficar a "arder".
Não admira o desespero que demonstram em ganhar um campeonato, com todas as jogadas de bastidores a que temos assistido. Se não for campeão, desconfio que é desta que o Benfica fecha as portas.

Anónimo disse...

Fala sobre o jogo de ontem,anda lá :)

Minuto 14: "Golo anulado a Bruno Alves, por fora-de-jogo do central, após livre cobrado por Valeri. O internacional português parece estar em linha." (na rádio afirma-se golo mal anulado)

Minuto 34: "Diogo Gomes cai na área em luta com Tomás Costa, mas Pedro Proença nada assinala." (na rádio afirma-se grande penalidade)

Minuto 89: "Orlando cai na área do FC Porto "atropelado" por Guarín, mas Pedro Proença nada assinala. Fica penálti por marcar.

Catarina disse...

se não fosse o Cargozo a marcar até podia ficar 2x2

só o 2º lance é que é penalti

Anónimo disse...

não esquecer que não fosse o roubo em Guimarães a 1/2 final teria sido Sporting x Guimarães

Anónimo disse...

haaaaaaaaaaaaaahhhaaaaaaaaaaaaaaaaa