domingo, 20 de janeiro de 2008

Perfil sociológico

Nem atrás das grades os adeptos da agremiação rosa deixam de apresentar perigo para a sociedade.

A história é de 2006 mas não se perde nada em recorda-la:
"Padre sequestrado tinha uma armadilha letal presa ao pescoço O padre que esteve sequestrado por dois reclusos na capela da cadeia de Pinheiro da Cruz tinha montada no pescoço uma armadilha com arames e uma faca, que atingiria aquela zona do corpo e poderia provocar-lhe a morte no caso de se verificar uma intervenção policial, segundo apurou o JN.Este foi um dos maiores problemas encontrados pelo dispositivo policial da GNR e da PJ que, durante quase vinte horas, tentou encontrar uma solução para o sequestro do padre Júlio Lemos. Com efeito, só cerca das 5h30 de ontem houve condições de segurança para a intervenção policial, com os negociadores da PJ e da GNR a conseguirem enganar os dois reclusos, convencendo-os a sair da capela com o engodo da cedência de um carro de fuga.Só que, ao invés do veículo, os dois sequestradores encontraram os militares da Companhia de Operações Especiais da GNR, que dispararam contra os reclusos quatro descargas de pistolas eléctricas, imobilizando-os e lançando-os pelo solo, o que permitiu a detenção e a libertação do padre Júlio.O religioso não sofreu ferimentos, enquanto os dois reclusos - um deles estava armado com outra faca - tiveram escoriações ligeiras, um deles na cabeça na sequência da queda. Ontem foram transferidos para cadeias da zona de Lisboa, onde irão ficar "durante algum tempo afastados da restante população prisional", como adiantou o director-geral dos Serviços Prisionais, Rui Sá Gomes."

Dentro ou fora das prisões, são sempre os mesmos.

4 comentários:

JL_72 disse...

deviam era estar todos presos

Anónimo disse...

Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, foi arrolado esta quinta-feira como testemunha abonatória do presidente do Nacional da Madeira, Rui Alves, no âmbito do processo ‘Apito Dourado’, a ser julgado no Tribunal do Funchal.
De acordo com fonte próxima do processo, o presidente dos ‘encarnados’ deverá ser ouvido por video-conferência, em data ainda a definir.

Recorde-se que Rui Alves está acusado do crime de “corrupção do fenómeno desportivo”, num caso que envolve o jogo de futebol entre o Nacional da Madeira e o Benfica da época de 2003/2004, que as águias’ perderam por 3-2.

jdm.dragão.lisboeta disse...

Apenas uma nota: O sportinguista Carlos Xistra e o benfiquista João Ferreira foram nomeados pelo "chefe" Vitor Pereira (também ele sportinguista assumido)para os jogos do SportingxFCPORTO e V.Guimarãesxslb!!!
Comentários para quê?... se fosse um ártbitro-portista é que eram elas...
Assim, apenas e só votos de boas arbitragens, é o que desejo e espero. A ver vamos...

Anónimo disse...

Interessante como o Guimarães estende quase sempre uma passadeira vermelha sempre o Benfica lá joga. Não vi o jogo, mas acabei de ver um pequeno resumo , e o primeiro golo nasce , para mim, de uma falta inexistente. Rui Costa atira-se para cima do jogador vitoriano e daí nasce o golo. Mais uma prova que as hostes portistas têm que estar em alerta para situações destas. O Campeonato ainda não acabou, e eles já prometeram um novo ciclo. Temo que os almoços do "O SAPO" se tenham estendido aos jantares:-)

Mais curioso, é que no Tribunal OJOGO nem sequer se dignam a falar desse lance. Como diz o outro:" Compreendite"