quinta-feira, 6 de setembro de 2007

Somague ? Arquive-se !

"Bem, convenhamos que a decisão de nada fazer no caso Somague era mais do que previsível. Para mim este Procurador-Geral da República é um assunto arquivado, desde que tomou posse só foi notícia quando recebeu a visita de cortesia de Paulo Teixeira Pinto, o então presidente do Millennium, um dos bancos envolvidos na Operação Furacão."
in http://jumento.blogspot.com/

Se avaliarmos correctamente este caso, ele tem tudo para ser desinteressante para o Ministério Publico.
a) não envolve o Porto nem o seu presidente
b) envolve a Somague grande financiadora do clube rosa e grande parceira da Obriverca. Somague, que em tempos aceitou o passe de jogadores rosa como garantia de parte da dívida do clube da luz.

Ainda se corria o risco de se voltar a falar no financiamento do estádio da Luz ou na venda de terrenos à EPUL.

O melhor mesmo é arquivar.

8 comentários:

Anónimo disse...

Este blog é de rir!!!

Depois de 20 anos de dominio do FCP no panorama nacional, ainda existe gente doente que faz um blog denominado "O anti-lampião"

O benfica é mesmo grande...ainda há-de haver mais 100 anos de história e os portistas carregarão sempre esta inveja nas costas!

ecletico disse...

este anónimo deve passar o dia a escrever nos blogs lampiões anti-porto e anti-Sporting e depois vem pra aqui dizer estas barbaridades

Peyroteo disse...

Quem serão os Fontes, Amoreirinhas ou Rui Duartes do Estrela esta época ? perguntava-se num post antigo.

João Coimbra foi o primeiro da época

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Anónimo disse...

Carolina Salgado afirmou à PJ de Lisboa que Pinto da Costa «queria mesmo matar» o ex-vereador de Gondomar, Ricardo Bexiga, que terá espoletado o processo «Apito Dourado», e que foi «coagida» pelo presidente do FCP a contactar o segurança de uma conhecida casa de alterne do Porto, encontro que ocorreu num café de Gaia, propriedade da mulher deste último